The Gruffalo by Julia Donaldson – O Grúfalo – tradução Gilda de Aquino

The Gruffalo by  Julia Donaldson

O Grúfalo –  tradução Gilda de Aquino

Um ratinho foi passear na floresta escura.

A raposa viu o ratinho e o achou apetitoso.

– Aonde você vai? – Perguntou a raposa, com brandura.

– Venha almoçar comigo, faço um almoço gostoso.

– Quanta gentiliza, raposa, mas não posso aceitar.

Já marquei com um grúfalo para almoçar.

– Um grúfalo, o que é um grúfalo?

– Você não conhece um grúfalo!

Ele tem presas incríveis e garras terríveis e, em sua boca, dentes horríveis.

– E onde vocês vão se encontrar?

– Perto destas pedras é o lugar, e sua comida favorita é raposa frita.

– Raposa frita, estou fora! – A raposa falou.

– Adeus, ratinho, Já me vou.

– Raposa boba! Será que não sabe que grúfalo não existe?

E lá se foi o ratinho, caminhando pela floresta.

Uma coruja viu o ratinho, que lhe pareceu apetitoso.

– Aonde você vai, ratinho mimoso?

Venha lanchar em minha casa, vai ser uma festa!

– Muito obrigado, coruja, mas não posso aceitar.

vou me encontrar com um grúfalo para lanchar.

Um grúfalo, o que é um grúfalo?

Você não conhece? Um grúfalo!

Ele tem pernas ossudas e patas peludas e, na ponta do nariz, uma verruga cabeluda.

– E onde vocês vão se encontrar?

– Na beira deste rio é o lugar.

E sorvete de coruja é o que ele gosta de tomar.

– Sorvete de coruja? UHU,UHU,UHU!

Adeus, ratinho! E a coruja bateu asas e voou.

– Coruja boba! Será que não sabe que grúfalo não existe?

E lá se foi o ratinho pela floresta a caminhar.

Uma cobra viu o ratinho e o achou apetitoso.

– Aonde você vai, ratinho mimoso?

Venha até  minha casa e vamos festejar.

– Agradeço muito, cobra, mas não posso aceitar.

Já combinei com um grúfalo, de comemorar.

– Um grúfalo? O que é um grúfulo?

– Você não conhece? Um grúfalo!

Seus olhos são alaranjados, sua língua é preta, e tem espinhos pelas costas espetados.

– E onde vocês vão se encontrar?

– Neste lago, bem nesta beirada, e seu prato preferido é cobra assada.

– Cobra assada? É hora de me esconder!

Adeus, ratinho! – E lá foi ela, sem mais dizer.

– Cobra boba! Será que não sabe que grúfalo não existe?

OPA!

Mas que criatura é essa com presas incríveis, garras terríveis e dentes horríveis?

De pernas ossudas, patas peludas.

E, na ponta do nariz, uma verruga cabeluda?

Com olhos alaranjados, uma língua preta, e espinhos pelas costas espetados?

– OH, SOCORRO! OH, NÃO!

É um grúfalo!

– Minha comida preferida – Disse o grúfalo, então.

– Vai ficar gostoso no meio do pão.

– Gostoso!?! – Exclamou o ratinho. – Não me chame de gostoso!

Das criaturas da floresta, sou o mais perigoso.

Siga-me e logo verá, isso sim, que todos aqui tem medo de mim.

– tudo bem. – Disse o grúfalo, rindo.

– Vá em frente que eu também estou indo.

Caminharam algum tempo até que o grúfalo falou:

– Ouço um barulho aí na frente, você escutou?

– É a cobra – Disse o ratinho. – Oi, cobra – Falou de mansinho.

A cobra olhou para o grúfalo e tremeu.

– Nossa! – Exclamou. – Adeus, ratinho.

Foi embora depressa e se escondeu.

– Viu só? – Disse o ratinho, todo orgulhoso.

E o grúfalo falou, abismado: – Espantoso!

Caminharam mais um pouco até que o grúfalo falou:

– Ouço um piar nas árvores, você escutou?

– É a coruja – Disse o ratinho. – Oi, coruja – Falou de mansinho.

A coruja olhou para o grúfalo, espantada.

– Nossa! – Falou. – adeus , ratinho.

E voou para sua casa, em disparada.

– Viu só? – Disse o ratinho, contente.

E o grúfalo falou, espantado: – Surpreendente!

Seguiram adiante até que o grúfalo falou:

– Ouço passos à frente, você escutou?

– É a raposa – Disse o ratinho. – Oi, raposa – Falou, de mansinho.

Ao ver o grúfalo, a raposa estancou.

– Socorro! – Gritou. – Adeus, ratinho.

E, fugindo com medo, em sua toca entrou.

– Bem, grúfalo – Disse o ratinho – Deu pra ver?

Todo mundo foge de mim assustado.

Mas agora minha barriga está começando a doer, e  meu prato predileto é grúfalo ensopado!

– O que? Grúfalo ensopado?

E assim dizendo, ele fugiu apavorado.

Tudo se acalmou na floresta frondosa.

O ratinho achou uma noz que estava muito gostosa.


A mouse took a stroll through the deep dark wood.
A fox saw the mouse, and the mouse looked good.

“Where are you going to, little brown mouse?
Come and have lunch in my underground house.”

“It’s terribly kind of you, Fox, but no –
I’m going to have lunch with a gruffalo.”

“A gruffalo? What’s a gruffalo?”
“A gruffalo! Why, didn’t you know?

He has terrible tusks, and terrible claws,
And terrible teeth in his terrible jaws.”

“Where are you meeting him?”
“Here, by these rocks,
And his favourite food is roasted fox.”

“Roasted fox! I’m off!” Fox said.
“Goodbye, little mouse,” and away he sped.

“Silly old Fox! Doesn’t he know,
There’s no such thing as a gruffalo?”

On went the mouse through the deep dark wood.
An owl saw the mouse, and the mouse looked good.

“Where are you going to, little brown mouse?
Come and have tea in my treetop house.”

“It’s terribly kind of you, Owl, but no –
I’m going to have tea with a gruffalo.”

“A gruffalo? What’s a gruffalo?”
“A gruffalo! Why, didn’t you know?

He has knobbly knees, and turned-out toes,
And a poisonous wart at the end of his nose.”

“Where are you meeting him?”
“Here, by this stream,
And his favourite food is owl ice cream.”

“Owl ice cream! Toowhit toowhoo!”
“Goodbye, little mouse,” and away Owl flew.

“Silly old Owl! Doesn’t he know,
There’s no such thing as a gruffalo?”

On went the mouse through the deep dark wood.
A snake saw the mouse, and the mouse looked good.

“Where are you going to, little brown mouse?
Come for a feast in my logpile house.”

“It’s terribly kind of you, Snake, but no –
I’m having a feast with a gruffalo.”

“A gruffalo? What’s a gruffalo?”
“A gruffalo! Why, didn’t you know?

His eyes are orange, his tongue is black,
He has purple prickles all over his back.”

“Where are you meeting him?”
“Here, by this lake,
And his favourite food is scrambled snake.”

“Scrambled snake! It’s time I hid!”
“Goodbye, little mouse,” and away Snake slid.

“Silly old Owl! Doesn’t he know,
There’s no such thing as a gruffal…?”

…OH!”

But who is this creature with terrible claws
And terrible teeth in his terrible jaws?
He has knobbly knees, and turned-out toes,
And a poisonous wart at the end of his nose.
His eyes are orange, his tongue is black,
He has purple prickles all over his back.

“Oh help! Oh no!
It’s a gruffalo!”

“My favourite food!” the Gruffalo said.
“You’ll taste good on a slice of bread!”

“Good?” said the mouse. “Don’t call me good!
I’m the scariest creature in this wood.
Just walk behind me and soon you’ll see,
Everyone is afraid of me.”

“All right,” said the Gruffalo, bursting with laughter.
“You go ahead and I’ll follow after.”

They walked and walked till the Gruffalo said,
“I hear a hiss in the leaves ahead.”

“It’s Snake,” said the mouse. “Why, Snake, hello!”
Snake took one look at the Gruffalo.
“Oh crumbs!” he said, “Goodbye, little mouse!”
And off he slid to his logpile house.

“You see?” said the mouse. “I told you so.”
“Amazing!” said the Gruffalo.

They walked some more till the Gruffalo said,
“I hear a hoot in the trees ahead.”

“It’s Owl,” said the mouse. “Why, Owl, hello!”
Owl took one look at the Gruffalo.
“Oh dear!” he said, “Goodbye, little mouse!”
And off he flew to his treetop house.

“You see?” said the mouse. “I told you so.”
“Astounding!” said the Gruffalo.

They walked some more till the Gruffalo said,
“I can hear feet on the path ahead.”

“It’s Fox,” said the mouse. “Why, Fox, hello!”
Fox took one look at the Gruffalo.
“Oh help!” he said, “Goodbye, little mouse!”
And off he ran to his underground house.

“Well, Gruffalo,” said the mouse. “You see?
Everyone is afraid of me!
But now my tummy’s beginning to rumble.
My favourite food is – gruffalo crumble!”

“Gruffalo crumble!” the Gruffalo said,
And quick as the wind he turned and fled.

All was quiet in the deep dark wood.
The mouse found a nut and the nut was good.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s